sábado, 15 de fevereiro de 2014

Prémio

Recebi primeiro um telefonema. No outro lado da linha, uma voz serena e segura. Ouvi mais do que falei. Ia registando palavras soltas: "Manuel António Pina", "Poesia", "Infusão", "Textos de Amor", "Prémio", "2º lugar", "Parabéns". 
Ainda não estava a acreditar. Eu? Um prémio de poesia? 
- "Tem aqui um maravilhoso texto", dizia o Presidente do Júri ao telefone. 

A notícia oficial chegou uns dias depois, por escrito: "Agradecendo a sua participação na edição de 2013 do Concurso Nacional Textos de Amor Manuel António Pina, venho renovar as felicitações pelo 2.º Prémio Nacional obtido com o seu texto "[In] Fusão", de entre cerca de 900 textos que recebemos."

O texto "[In] Fusão" foi escrito aqui, pela primeira vez, neste blogue. 

Há prémios que nos enchem o coração. 



Notícia publicada aqui

1 comentário:

  1. Parabéns! Muitos parabéns! É um amor de texto de amor.

    ResponderEliminar