quinta-feira, 29 de maio de 2014

Habituem-se!

Andei vários anos a escrever neste blog sem nunca aqui publicar textos de política. Era uma fronteira pré-definida que sempre quis respeitar. Sobre política escrevia no Elevador da Bica, mas mataram-me o blog contra minha vontade. Escrevia também (e vou escrevendo) n'O Que Fica Do Que Passa, mas está meio anémico.
À falta de blog politiqueiro activo onde pudesse escrever, resolvi invadir o espaço reservado e imune à política do Diário Metafísico. Supostamente seria uma decisão com validade limitada. Aqui publiquei textos e curiosidades acerca da campanha eleitoral para as europeias de 25 de Maio. Resultado: nunca tanta gente leu este blog como leram os textos de política. Recebi feed-back de leitores que não imaginava ter e tive milhares de pageviewers por dia. Um sucesso de audiências...
O que quer dizer que o que andei para aqui a escrever durante anos a fio, sobre passarinhos e o Outono e poesia e viagens e o mar e os templos do Japão, etc. não interessa nada aos meus leitores. Ou antes, interessa menos que a política.
Por isso, enquanto autora única deste blog decidi (em assembleia-geral e com votação por unanimidade) quebrar a regra da excepção. Vou passar a escrever neste blog também sobre política. E sobre jornalismo. Afinal, a política interessa. Afinal, a política também é a minha vida.
Mas não se livram, senhores leitores, de levar com os passarinhos e o Outono e a poesia e as viagens e o mar e os templos do Japão à mesma. Fica um blogue mais variado, é certo. Ou mais rico, se preferirem. Talvez mais confuso. Mas tudo isso faz parte de mim. Olhem, como diz o outro, "habituem-se"!

PS: Tudo isto porque acabei de chegar de um Conselho Nacional do PSD, que estive a acompanhar enquanto jornalista, e agora que cheguei a casa apeteceu-me escrever uma quantidade de histórias! Desde logo sobre a presença e "actuação" de Miguel Relvas. Mas isso fica para um próximo post.



13 comentários:

  1. Quebre a regra da excepção, Ana Catarina, e escreva neste blogue também sobre política, porque a política interessa, embora os eleitores portugueses se tenham esquecido de ir às urnas.

    Os temas: passarinhos, Outono, poesia, viagens, mar e os templos do Japão talvez não sejam de grande interesse para a maior parte dos portugueses.
    Há ainda um tema que afasta os portugueses completamente: escrever sobre a ALEMANHA, o país onde eu vivo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo incentivo. Ainda havemos de escrever aqui sobre a Alemanha, essa imensa minoria... Com a sua ajuda! :)

      Eliminar
  2. Bem vinda ao reino dos animais, porque politica, existe desde o macaco.

    ResponderEliminar
  3. A mim aconteceu-me o mesmo lá no Rochedo, onde a política era apenas um intermezzo, estilo mira técnica. Há tempos rendi-me à evidência. Os posts sobre política fizeram disparar as audiências de as pouco mais de 100 leitores, para mais de 800!
    Abri por isso uma sucursal On the rocks, para onde atirei livros, "passarinhos" e outros gorjeios. Insucesso garantido. Excepto nos dias em que faço link do Rochedo para o On the rocks, em que lá consigo chegar, a custo, aos 100 leitores.
    Derrotado, reconheço que a vida não está para as minorias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aproveito para lhe comunicar, Ana Catarina, que cheguei ao Diário Metafísico pelas mãos do Carlos Barbosa de Oliveira do Crónicas do Rochedo.

      Reconheço que valeu a pena!

      Eliminar
    2. Carlos Barbosa de Oliveira, além de lhe agradecer a si, ainda lhe devo outro agradecimento, por trazer mais fregueses a esta esquina!
      :)

      Eliminar
  4. Parabéns pela óptima decisão. Vou ser assídua leitora em vez de casual. Gosto do que escreve e de como escreve.

    ResponderEliminar
  5. Foi genial o texto sobre a presença do Marcelo Rebelo de Sousa em Coimbra. O que de melhor foi dito (e o melhor foi muito pouco) sobre as eleições de 25 de Maio passou pelo "DM". Força. Prosas sobre e à volta da política. Não tenho quaisquer dúvidas de que esse olhar e essa escrita diferentes vão mesmo ser um sucesso.

    ResponderEliminar
  6. O texto sobre a presença do Marcelo Rebelo de Sousa em Coimbra foi genial. Estava lá tudo o que os jornalistas não viram/ouviram. Muito do que de melhor foi dito/escrito (e de melhor foi pouco) sobre as eleições de 25 de Maio passou pelo "DM". Força aí com prosas sobre e à volta da política. Esse olhar e escrita diferentes vão ser um caso de sucesso.

    ResponderEliminar
  7. ps - Só para acrescentar que o referido texto sobre o MRS partilhei-o no facebook (referenciando, obviamente, a autoria e o local de publicação do mesmo)

    ResponderEliminar